sábado, 3 de dezembro de 2011

Pássaro Almirante!!

A poesia esta morta,
vivia os hereges...
Viva os grandes, os nobres.
Chega de ideias repousadas,
de ventos retos, tortos, turvos!
Chega de ideologia, esmagada no outro dia.
Eu fui além de mim, soltei o barco, comprei o Navio,
e ele grande, com sua coluna alta, imponente,
Sim o belo Navio afundou...
A poesia esta morta,
assim como minha alma, como minha vida,
como cada célula inativa que possuo...
Baby vamos ao cinema?
Eu já vi esse filme, reprise, reprise...
Não existe mais cinema,
O vento varre minha cara animal,
e eu vou gemendo sem gemer,
Não existe mais "Eu",
E sim o vapor de um ser faminto, sedento,
Por algo que não é meu...
Por alguém que não me pertence...
Voa então pássaro inocente,
Abre tuas asas e alça teu desejado Voo!

         Natália Tamara

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário